O que é Microfisioterapia?

É um método de tratamento desenvolvido pelos franceses Daniel Grojean e Patrice Benini, na década de 80, que chegou ao Brasil em 2004. Utilizando a terapia manual com toques sutis, identifica-se os registros no corpo das experiências vividas pelos pacientes e o quanto isso desequilibra seu sistema, podendo gerar sintomas.

Com mapas específicos e precisos selecionando as diferentes camadas corporais, indicamos o caminho para que o corpo se recupere, estabelecendo um equilíbrio e proporcionando saúde e bem-estar.

Para entender melhor

Não existem contraindicações, todas as idades podem realizar o tratamento.

As sessões têm, em média, de 45 a 60 minutos.

Não, a roupa não interfere no tratamento. Entretanto, não são recomendadas roupas que possam expor demais o paciente, tais como vestidos, saias etc. É que como na sessão a mão do terapeuta percorre o corpo todo do paciente, uma vestimenta confortável proporcionará um atendimento tranquilo.

O intervalo varia para cada caso, com o mínimo de 30 a 60 dias entre cada sessão.

Não é necessário ter um sintoma limitante para realizar uma sessão. A microfisioterapia trabalha em diversas camadas corporais, buscando a causa das patologias, mas também trabalha na prevenção de doenças, sempre promovendo o equilíbrio do corpo.

Os estudos da microfisioterapia são a embriologia (formação dos órgãos e sistemas de um ser vivo), ontogênese (processo evolutivo acerca das alterações biológicas sofridas pelo indivíduo, desde o seu nascimento até seu desenvolvimento final) e filogênese (evolução da espécie).

Não, não tem ligação espiritual ou religiosa alguma. O método tem embasamentos científicos.

O tratamento é biológico, logo, os resultados não dependem da crença do paciente. Entretanto, se o paciente não acreditar no que está sendo realizado pode não identificar os resultados do tratamento.

Pode ocorrer sono, choro, riso, suor, enjoo, sede etc. Cada paciente é único e a reação é individual. Aconselha-se não realizar atividade física intensas após a sessão, e beber bastante água.

As doenças são multifatoriais e a microfisioterapia leva em consideração todos os aspectos que geram impactos no físico, como os aspectos psicológicos, emocional, espiritual, mecânico, micro e macro traumas, agudos e crônicos, diretos e indiretos, alimentação, medicação, fisiológico, situação atual, trabalho, família, social, ecológico e situações passadas.

Tudo é considerado para o tratamento global do paciente. Considera-se todos os aspectos em busca da causa dos sintomas físicos do paciente.

Definitivamente não. A microfisioterapia complementar e integrativa, não substitui nenhum tratamento convencional, seja procedimentos médicos, cirúrgicos, medicamentos ou fisioterapia, terapia ou qualquer procedimento que deva ser realizado.

A Resolução n° 380 de 2010 regulamenta o uso, pelo fisioterapeuta, das práticas integrativas e complementares de saúde e dá outras providências.

  1. Autoriza a prática, pelo fisioterapeuta, dos atos complementares ao seu exercício profissional, regulamentado, nos termos da resolução e da portaria MS, de número 971/2006:
  2. Fitoterapia
  3. Práticas corporais, manuais e meditativas
  4. Terapia floral
  5. Magnetoterapia
  6. antroposófica
  7. Termalismo, crenoterapia, balneoterapia
  8. Hipnose

Sobre Mim

Sou fisioterapeuta apaixonada por essa profissão que possibilita ajudar tantos outros.

Nos 12 anos atuando, sempre busquei formas de atender melhor o paciente e agilizar sua recuperação, por isso, fiz formações em RPG, Osteopatia, Pilates, Kinesiotaping, Mulligan, Soulier e, há três anos, estudo e atuo com Microfisioterapia, certificada pelo Instituo Salgado, em Londrina, Paraná.

Desde então, trago comigo a visão de tratar o todo e não só uma parte do indivíduo.

Entre em contato comigo

Quer saber mais sobre a microfisioterapia, ou já conhece e procura uma profissional em Brasília?

Entre em contato agora mesmo para agendar a sua visita.

+55 61 984 352 032